Financiamento caixa ou consórcio?

Financiamento caixa ou consórcio?

Financiamento caixa pra já!

 

Financiamento caixa ou consórcio?

 

Espere! Existem outras formas de você utilizar bem o seu dinheiro e comprar o seu imóvel sem comprometer o crescimento do seu patrimônio.

Pense! Ficar 35 anos pagando uma parcela cujo valor será comprometedor do seu orçamento pessoal por pelo menos 15 anos?

 

E depois desses 15 anos? O imóvel já estará antigo, precisando de reformas e ampliações. A vida continua!

Mas ainda há 20 anos para pagar…

Comprar bem, pensando no crescimento do seu patrimônio como um todo é fundamental.

Quais formas são as mais utilizadas? Qual a opção mais econômica? É isso que vamos conversar neste post.

Veja o que alguns economistas ensinam:

 

À vista

 

Financiamento caixa ou consórcio?

 

 

O orgulho de sempre comprar à vista acompanha a quase todas as pessoas por cultura familiar, é um privilégio não dever nada a ninguém.

Comprar a vista é sempre bom?

Sim, claro, quando se trata de juros, prefiro receber!

Um raciocínio correto e prudente, mas será que se aplica a todos os casos quando se trata da aquisição de bens duráveis?

 

Reza a cartilha do dinheiro

Alguns financistas ensinam produtos de consumo imediato, que não agregam real valor ao patrimônio, devem ser comprados à vista.

Bens imóveis, bens de produção e os investimentos de grandes somas na aquisição de algum bem, devem ser analisados com mais cuidado.

 

Financiamento caixa ou consórcio?

 

Para as necessidades imediatas, como elas ocorrem todos os meses e são prioridades, parcelar os “deficit” de orçamento doméstico ou empresarial, gera um passivo que leva à falência qualquer grande negócio, imagine um pequeno orçamento.

Nesse caso, somente a formação de um fundo de emergência, junto com a ampliação dos ganhos com uma renda extra e racionalização de despesas pode re-equilibrar o orçamento e quebrar o ciclo de empobrecimento progressivo.

Por outro lado, se você dispõe de um capital para aquisição de um bem demanda a pergunta, quanto este bem vai render?

 

Se você pode receber 0,80% de rendimento líquido pelo capital em aplicações financeiras e o bem não vai render nada, pagá-lo a vista é prejuízo.

 

O bem vai depreciar e seu dinheiro se dispersou junto.

Mas o financiamento caixa vai agregar juros, é melhor pagar a vista?

Ainda assim, analise, não é tão simples como parece.

 

A vista só itens de consumo imediato ou de alta depreciação

Financiamento caixa ou consórcio?

 

O ponto de equilíbrio é a diferença entre o rendimento sobre todo o valor do seu dinheiro e o custo financeiro da parcela de financiamento caixa.

Regra geral, produtos que serão consumidos imediatamente como alimentos, lazer, etc… À vista.

Os demais, analise o crédito e invista todo o seu dinheiro.

O seu patrimônio deve rentabilizar ao seu favor.

 

E se não há o dinheiro à vista, como fazer?

 

Aluguel ou Arrendamento Mercantil

Financiamento caixa ou consórcio?

 

Um imóvel que custa R$ 250.000,00, geralmente se pede uma entrada de R$ 75.000,00 mais parcelas com custo médio de R$ 1.780,00.

Alugar imóvel em local equivalente, custa R$ 900,00, com a aplicação dos R$ 75.000,00, mais a diferença de 880,00 investida mensalmente, se chega a um montante superior a R$ 400.000,00 em 15 anos.

Você recebe 0,8% na aplicação financeira e pode alugar um imóvel por 0,5%.

Já dá para ver que há um lucro aí.

Mesmo com o custo do INCC anual sobre os imóveis no mercado, dá para comprar um imóvel ao final do prazo e ainda sobra uma excelente poupança para se capitalizar.

Como qualquer produto, a locação deve ser alvo de pesquisa e compra racional.

 

Financiamento caixa?

Financiamento caixa ou consórcio?

Financiamento caixa é o que vem primeiro a mente.

Atualmente o Santander Financiamentos e o Bradesco Financiamentos também são cotados.

A pergunta é: a que custo?

Num país com os maiores juros do mundo, inflação alta, concentração de renda e restrição de mercado, juros baixos são utopia.

A criação do sistema SAC junto ao sistema financeiro da habitação trouxe compradores mais seguros ao sistema.

Em compensação, a antecipação de pagamentos com as parcelas mais altas no início, reduz o risco do banco e amplia o custo e o comprometimento de renda dos compradores.

A reprovação cadastral bate recordes todos os anos, com a pontuação positiva muito baixa e nenhum relacionamento com o banco.

Na maioria dos casos, o financiamento caixa é mais longo, os mais utilizados são 35 anos pagando. Ninguém merece.

 

Consórcio

Financiamento caixa ou consórcio?  Crédito cooperativo está mais aliado aos ares da economia compartilhada, substitui a taxa de juros pela tarifa de administração, muito inferior aos custos do financiamento caixa.

O consórcio existe há mais de 50 anos. Veja aqui um post sobre o consórcio.

A Lei 11.795 deu segurança ao poupador e organizou o setor, afastando os aproveitadores de plantão.

 

Dentre seus maiores diferenciais, temos:

  • Cadastro de crédito bem mais simples que o financiamento caixa.
  • O prazo total do plano é mais curto.
  • Não faz parte do sistema interbancário, não prejudica sua margem consignável com os bancos.
  • Contrato de crédito com força de escritura.
  • Classificação como poupança antes da contemplação, afastando impostos.
  • A forma mais lucrativa do consórcio é o sorteio, onde não há nenhum desembolso alto.

 

Consórcio X Financiamento

 

Financiamento caixa ou consórcio?

 

No SAC as parcelas são altas no início do plano, provocando uma antecipação de valores para o barateamento dos custos.

As parcelas são normais ao meio do plano e menores ao final.

O primeiro impacto é na aprovação do financiamento que acontece com a parcela mais alta.

 

A exigência de 5 vezes o valor da parcela no comprovante de renda, tira a maioria dos interessados do plano.

 

Justamente o desembolso maior em relação a renda mensal, causa os desequilíbrios e problemas no orçamento familiar.

Acontece um empate nos custos das parcelas pouco depois da metade do plano.

Porém até lá, o usuário recebeu a reposição salarial acompanhando o custo da parcela do consórcio.

 

Financiamento caixa ou consórcio?

 

O consórcio proporciona:

  • Parcelas mais acessíveis.
  • Atualização do valor de mercado do bem.
  • Flexibilidade, você pode comprar bens novos ou usados, sem fazer distinção no valor, aproveitando sempre o melhor negócio.
  • Meio mais eficaz de se fazer poupança.

 

Conclusão

Para as pessoas com pressa e dispostas a pagar o preço do financiamento, não há outro jeito.

O prejuízo é certo no médio prazo.

Tem outra forma mais econômica?  Sim. Veja esta matéria, sobre alugar ou comprar? Aqui.

E as que podem aguardar o procedimento do consórcio ao darem lances nas assembleias ou aguardam o sorteio da sua cota?

Certamente farão um negócio melhor, num prazo 50% menor que o financiamento.

 

A experiência de vida comprova, poupar é a maneira mais efetiva de reter patrimônio e enriquecê-lo em prazo curto.

 

Você tem escolha, qual será?

Tem alguma dúvida? Respondemos as mais comuns neste link da Hs consorcios, aqui.

 

Vamos conversar ainda hoje sobre sobre a sua cota de consorcio.

 

Fale conosco através do formulário de contato abaixo, clique na figura.


Financiamento caixa ou consórcio?

Comente este post

Posts relacionados

Inscreva-se em nossa lista de contatos
error: Content is protected !!